Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Último Reduto

O pensamento é o meu refúgio, o último reduto daquilo que sou.

Último Reduto

O pensamento é o meu refúgio, o último reduto daquilo que sou.

Águas do Alto Minho II

Até parece que foi por denunciar o comportamento desta empresa que por fim surgiu a primeira factura do serviço. Nela, para lá do respectivo valor para pagar referente ao mês em causa, surge uma acumulação de outras facturas referentes a este ano e um valor de conta-corrente em dívida que me parece relacionado com todo o período não facturado.

Fico satisfeito com a chegada desta factura. Não sou malandro, pelo que gosto de ter tudo correcto, pagar e ser servido como deve ser. Mas já não acho tanta piada em surgir um valor em dívida, que só não me preocupa por não ser significativo. No entanto, o mesmo só não é significativo porque o consumo de água é reduzido dado que só frequento esta casa no repouso dos fins-de-semana ou em férias. É até ridículo que surja um valor em dívida na conta-corrente dado que sempre tive activo o pagamento por débito directo. É também ofensivo porque não faz o meu género ficar a dever o que quer que seja. Além disso, como podem haver outras facturas em dívida se esta é a primeira vez que vejo o serviço facturado? Onde se encontram as referidas facturas em dívida? Porque não me foi descontado o valor se o pagamento é feito por débito directo?

Os contactos via telefone ou correio electrónico estão impossíveis. Por esse motivo terei de realizar uma inconveniente deslocação a uma loja para que me esclareçam e resolver de vez esta problemática. Se presencialmente a situação não ficar resolvida, não perderei mais tempo em apresentar uma reclamação junto da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos.